enigmas

Ilha de pedra-pomes gigantesca está à deriva no Oceano Pacífico

No dia 7 de agosto, nas proximidades de Tonga (país insular da Polinésia), um vulcão subaquático entrou em erupção. Inicialmente o evento não teve grandes repercussões, até que marinheiros australianos que atravessavam a região começaram a relatar avistamentos de uma estranha aglomeração sobre as águas do Oceano Pacífico. O que os navegantes observaram foi uma ilha de pedra-pomes de 150 quilômetros quadrados, equivalente a 20 mil campos de futebol.

A pedra-pomes é uma rocha muito leve e cheia de bolhas de ar, capaz de flutuar na água. Ela se forma quando o magma vulcânico esfria rapidamente, o que ocorreu com a erupção do vulcão subaquático. A massa à deriva é tão grande que os marinheiros que a encontraram acreditavam que toda a superfície do Oceano Pacífico havia se transformado em terra firme.

Especialistas dizem que esse tipo de fenômeno costuma ser observado na região a cada cinco anos. Atualmente, a Ilha de Pedra-Pomes está indo em direção a Fiji e provavelmente passará em frente à Nova Caledônia e Vanuatu. É possível que ela alcance a Austrália, onde poderia ajudar a renovar a Grande Barreira de Corais. "Com base no que foi observado durante fenômenos semelhantes nos últimos 20 anos (a massa de pedra-pomes) trará corais saudáveis e novos habitantes para os recifes", disse o geólogo Scott Bryan.


Fonte: BBC

Imagem: NASA/Reprodução