WIKILEAKS

As informações secretas sobre óvnis já divulgadas pelo WikiLeaks

O WikiLeaks liberou todos os seus documentos sigilosos após a prisão de seu fundador, Julian Assange, que perdeu o asilo que tinha na embaixada do Equador em Londres. Os arquivos contêm muitos arquivos secretos sobre os mais variados assuntos, de e-mails sobre a campanha de Hillary Clinton ao governo dos Estados Unidos até informações sobre investimentos de políticos brasileiros em offshores. Aparentemente não há nada de novo sobre avistamentos de óvnis, mas em março de 2014, a organização liberou alguns arquivos sobre o tema.

Na época, inúmeros documentos vazados foram divulgados pelos meios de comunicação de todo o mundo, por se referirem a assuntos delicados da política internacional e revelarem o comportamento secreto de governos e empresas. No entanto, pouco foi repercutido sobre os arquivos que faziam referência à questão dos óvnis e informações confidenciais mantidas pelas autoridades a respeito de avistamentos, teorias e precauções em relação à possibilidade de se encontrar inteligência artificial. Esses são alguns dos documentos obtidos pela organização sobre o assunto.

Óvnis russos

Um arquivo de 2006, oriundo da Embaixada dos Estados Unidos na Lituânia, contém um comentário feito pelo assessor do primeiro-ministro deste país, que “refletindo a imagem de si mesmo como um patriota lutando contra a influência russa, adverte sobre a existência de um grupo de pessoas que são levadas para o leste, um grupo de óvnis que exerce influência do cosmos”. O arquivo destaca que este assessor, chamado Albinas Januska, possui uma influência importante no destino do país.

 

Religião de óvnis

Um par de documentos oriundo da Embaixada dos Estados Unidos, em Ottawa, e do Consulado Estadunidense em Montreal expressa preocupação em relação ao crescimento da religião raeliana no Canadá. De acordo com os documentos, os raelianos, que acreditam que a humanidade foi criada por extraterrestres como um experimento de laboratório, tinham visitado as escolas secundárias da província de Quebec para persuadir os católicos romanos a renunciarem sua fé e planejavam também dar cruzes para os estudantes queimarem. Outro documento afirma: “o objetivo final dos raelianos é criar vida em um laboratório, o que tornaria o ser humano imortal. Isso lhes permitiria estabelecer outra civilização em outro planeta. Enquanto isso, eles querem construir uma embaixada em Israel para receber os elohim quando regressassem em 2035. O grupo também é criticado por promover o uso da genética para tentativas de eugenia na melhora da raça humana”.

 

Do Tajiquistão ao cosmos

Um prefeito do Tajiquistão, país da Ásia Central que faz fronteira com o Afeganistão, Uzbequistão e a China, disse que existe vida em outros planetas e que são necessárias a paz e a unidade na Terra. De acordo com o documento, em 2010, o prefeito da cidade de Dushanbe se reuniu com Ken Gross, embaixador dos EUA. Embora os motivos da reunião fossem outros, o tema óvni acabou entrando na conversa: “O prefeito confirmou a existência de vida em outros planetas, advertindo o embaixador ao frisar que temos de nos centrar na solução de nossos problemas na Terra (...) Disse: sabemos que há vida em outros planetas, mas, em primeiro lugar, temos que fazer a paz aqui”.

[Vídeo relacionado: relatos de avistamento de óvnis por policiais]


Fontes: La Gran ÉpocaCreer o reventar e RT

Imagem: Shutterstock.com