EXPLOSIVOS

Itália tem maior evacuação em tempos de paz para desarmar bomba da Segunda Guerra

Durante a reforma de uma sala de cinema em Brindisi, na Itália, trabalhadores encontraram uma bomba da época da Segunda Guerra Mundial que não havia sido detonada. Mais de 54 mil moradores tiveram que ser retirados da cidade para que o artefato pudesse ser removido do local. A operação está sendo descrita como a maior evacuação em tempos de paz no país.

Acredita-se que o artefato tenha sido lançado por tropas britânicas em 1941. Todos os moradores em um raio de 1617 metros de onde a bomba foi encontrada tiveram que deixar temporariamente suas casas. Como parte da operação, o aeroporto da cidade, a estação de trem, dois hospitais e uma prisão tiveram que ser fechados. Mais de 200 presos foram transferidos para outro presídio, a 38 km de distância.

O explosivo mede um metro de comprimento e contém 40 kg de dinamite. A bomba foi retirada do local pelo exército italiano, que utilizou equipamentos robóticos para a operação. O artefato deve ser levado para uma localidade isolada para ser detonado.

Bombas da Segunda Guerra Mundial que não explodiram ainda são um problema em toda a Itália, especialmente perto da fronteira com a Áustria. No início de dezembro, mais de 10 mil moradores de Turim também tiveram que ser evacuados da cidade para a retirada de outra bomba similar. Em outubro, algo semelhante aconteceu na localidade de Bolzano. Confira abaixo imagens da operação:

 


Fonte: The Guardian

Imagens: Exército da Itália e Prefeitura de Brindisi/Reprodução