FUTEBOL

Jogo entre Chile e Itália pela Copa de 1962 é considerado o mais violento da história

Em 2 de junho de 1962 aconteceu o jogo entre o Chile e a Itália pela Copa do Mundo daquele ano. A partida é considerada a mais violenta da história da competição. A disputa entre as equipes teve lances tão brutais que ficou conhecida como "Batalha de Santiago".

A tensão entre as duas seleções teria começado devido a relatos da imprensa italiana a respeito do Chile. O país se recuperava de um violento terremoto que atingiu grau 9 na escala Richter e causou muita destruição. Correspondentes italianos escreveram reportagens desfavoráveis sobre o cotidiano chileno nos jornais do país europeu. Eles falavam de populações miseráveis, de extrema miséria, de problemas cotidianos que afetavam os turistas e da prostituição.

Quando a mídia chilena repercutiu as matérias negativas que haviam sido publicadas na Itália, houve uma reação nacionalista na população local. Veículos de rádio e jornal fizeram campanhas para "responder ao insulto" dos italianos. A resposta seria dada em campo.

O primeiro incidente do jogo aconteceu aos seis minutos, quando o italiano Humberto Maschio derrubou o chileno Leonel Sánchez. Apenas um minuto depois, os chilenos se vingaram e derrubaram Maschio. O árbitro, ocupado expulsando os fotógrafos que invadiram o gramado, não pôde acompanhar o desenvolvimento da briga e expulsou o italiano Giorgio Ferrini, que havia dado um soco em alguém. O jogador se recusou a deixar o campo e a polícia teve que intervir. O jogo ficou paralisado por oito minutos.

Em seguida outra agressão aconteceu: o italiano Mario David recebeu um golpe no maxilar e passou dois minutos no chão. Quando o jogo recomeçou, ele quis se vingar e chutou o pescoço de Leonel Sánchez, que permaneceu imóvel no chão. O italiano foi expulso pouco antes do intervalo. A equipe europeia ficou com nove jogadores.

O Chile venceu a partida por 2 a 0 e se classificou para as quartas de final. Esse jogo é considerado uma das inspirações para a implementação dos cartões amarelo e vermelho no futebol.


Imagem: Wikimedia Commons