ESPAÇO

A Lua está murchando feito uva passa, segundo a NASA

Um fenômeno peculiar foi observado por pesquisadores que estudaram dados coletados pela NASA. De acordo com eles, a Lua está murchando "como uma uva passa". O motivo para o encolhimento é o esfriamento de seu interior. 

De acordo com os cientistas, o diâmetro do satélite natural da Terra diminuiu em cerca de 50 metros nas últimas centenas de milhares de anos. O processo de encolhimento acaba formando fissuras na superfície da Lua, que é frágil. Thomas Watters, cientista do Instituto Smithsonian em Washington, disse que essas falhas ainda estão ativas. Segundo ele, as fissuras provavelmente produzem terremotos lunares a medida que ocorre o esfriamento e encolhimento lunar.

Watters é autor de um estudo sobre o assunto, publicado recentemente pela revista Nature Geosience. Durante a pesquisa, foram analisados dados de sismógrafos instalados na Lua durante as missões Apollo. Os aparelhos registraram 20 tremores lunares entre  os anos de 1969 e 1977. As magnitudes desses terremotos variaram de 2 a 5 pontos na escala Richter. 

Os pesquisadores descobriram que cerca de 25% dos tremores da Lua provavelmente foram gerados por energia liberada por essas falhas, e não por impactos de asteroides ou atividade dentro do satélite. "Não é comum costuma ver atividade tectônica em qualquer lugar além da Terra, então é muito emocionante pensar que essas falhas ainda podem estar produzindo terremotos lunares", afirmou Nicholas Schmerr, coautor do estudo. 

Schmerr disse ainda que essa descoberta enfatiza a importância de uma nova missão lunar. Isso deve estar próximo de acontecer, já que a NASA anunciou recentemente que até 2024 deverá enviar a primeira mulher à Lua.


Fonte: BBC e Live Science

Imagem: Shutterstock.com