STONEHENGE

Maior estrutura pré-histórica da Inglaterra é encontrada perto de Stonehenge

Arqueólogos descobriram uma estrutura gigantesca a 3 quilômetros dos famosos monólitos de Stonehenge, na Inglaterra. Os pesquisadores identificaram ao menos vinte poços pré-históricos enormes, com mais de dez metros de diâmetro e cinco metros de profundidade. Trata-se do maior monumento pré-histórico já encontrado na Grã-Bretanha.

Esses poços formam um círculo com mais de dois quilômetros de diâmetro, abrangendo uma área de cerca de três quilômetros quadrados ao redor do assentamento de Durrington Walls. A descoberta foi feita por meio de técnicas de sensoriamento remoto e da coleta de amostras do solo. Análises feitas com radiocarbono sugerem que esses dutos sejam do período neolítico, tendo sido escavados há mais de 4.500 anos. 

Durante o período neolítico, associado aos primeiros agricultores da Grã-Bretanha, foram erguidas estruturas ritualísticas muito grandes, como o grande círculo de pedras em Stonehenge. Especialistas acreditam que os poços recém-descobertos podem ter servido para demarcar os limites de uma área sagrada. "Práticas evidentemente sofisticadas demonstram que as pessoas (daquela época) estavam afinadas com os eventos naturais de um modo que mal conseguimos conceber no mundo moderno de hoje", disse Richard Bates, da Escola de Ciências da Terra e Ciências Ambientais da Universidade de St Andrews.

Embora o propósito de Stonehenge permaneça desconhecido, as famosas pedras estão posicionadas em relação aos solstícios e aos movimentos do sol. Os pesquisadores acreditam que há um importante vínculo cosmológico entre Stonehenge e o círculo de poços identificado agora. A nova descoberta pode ajudar a desvendar os mistérios de um dos sítios arqueológicos mais emblemáticos do mundo.


Fontes: BBC, CNN e Universidade de St Andrews

Imagens: Universidade de St Andrews/Divulgação