RIO GRANDE DO SUL

Maior relâmpago da história pode ter caído no Sul do Brasil

O Brasil é o país com maior incidência de raios no planeta. Entre 2012 e 2018, estima-se que 77,8 milhões deles atingiram o território nacional. Agora, pesquisadores acreditam que o relâmpago mais longo do mundo pode ter caído no país.

Em 31 de outubro de 2018, às 5h40, um relâmpago de 673 quilômetros de extensão e 7,4 segundos segundos de duração foi registrado pelo Geostationary Lightning Mapper (GLM) sobre o estado do Rio Grande do Sul. O raio iluminou uma área de 101 mil quilômetros quadrados. Até hoje, o recorde oficial de maior raio do mundo pertence ao Estados Unidos. O caso foi registrado em 2007, quando um relâmpago com 321 quilômetros de comprimento atingiu o estado de Oklahoma.

Normalmente, pensamos que os raios se movem na vertical, mas eles também podem se mover horizontalmente, principalmente em grandes altitudes. Esses super-relâmpagos geralmente se estendem por mais de 100 quilômetros de comprimento. Já o comprimento dos relâmpagos verticais varia entre 6 e 10 quilômetros, com os maiores chegando a 20 quilômetros.

Em 2017, também nos EUA, um raio com mais de 500 quilômetros atingiu os estados do Texas, Oklahoma e Kansas. Assim como o relâmpago que caiu no Rio Grande do Sul, essa marca ainda não recebeu confirmação oficial da Organização Meteorológica Mundial. Mesmo que o relâmpago gaúcho se confirme como o mais longo do mundo, especialistas acreditam que outros raios podem superar esse recorde no futuro. Um estudo publicado pela Sociedade Meteorológica dos EUA diz que esses raios têm potencial para atingir até mil quilômetros.


Fontes: O Diário, Tempo.com e Gizmodo

Imagem: Shutterstock.com