EGITO

Mais antigo "mapa para o além" é encontrado em sarcófago no Egito

Em 2012, foi desenterrado um antiquíssimo sarcófago no Egito. Agora, pesquisadores descobriram nele um texto com gravuras que indicam o que as almas dos mortos deveriam fazer para alcançar a vida eterna. Com idade estimada em quatro mil anos, esse exemplar do "Livro dos Dois Caminhos" é considerado o mapa para o além mais antigo já encontrado.

O título do livro se refere a dois caminhos de uma rota perigosa repleta de obstáculos e entidades assustadoras em direção a "Rostau" ou ao reino do deus Osíris.  O objetivo do mapa era guiar os mortos por cenários de lagos flamejantes e demônios com facas nas mãos até chegar ao destino divino. 

A descoberta do arquólogo Harco Willems foi publicada no The Journal of Egyptian Archaeology. O sarcófago foi encontrado em uma tumba na necrópole egípcia de de Dayr al Barsha, e continha os restos de uma mulher da aristocracia identificada como Ankh (o mesmo nome da cruz egípcia que simboliza a vida). O mapa estava gravado em dois painéis de madeira.

Não é o primeiro sarcófago encontrado com o "Livro dos Dois Caminhos", mas essa é a versão mais antiga já descoberta. Escrito para a elite do reino e seus subordinados, cópias do texto também já foram descobertas em paredes de túmulos, papiros e máscaras de múmias. O livro faz parte de uma obra maior conhecida como "Os Textos dos Sarcófagos", que inclui quase dois mil feitiços, encantamentos e escritos religiosos sobre a vida após a morte. Esses manuscritos também fazem parte do "Livro dos Mortos", que consistia em rolos de papiro colocados junto das múmias.


Fonte: Daily Mail

Imagem: Museu Britânico, via Wikimedia Commons