NEONAZISMO

Mais de cem túmulos são pichados com suásticas em cemitério judaico na França

Um cemitério judaico foi vandalizado com símbolos nazistas na cidade de Westhoffen, na França. Mais de cem túmulos foram pichados com suásticas. Em resposta, o presidente francês Emmanuel Macron disse que o país irá combater o antissemitismo "até que nossos mortos possam descansar em paz".

A maior comunidade judaica da Europa fica na França. Cerca de 550 mil judeus vivem no país. "Quem os ataca, mesmo em seus túmulos, não é digno da ideia que temos da França", afirmou Macron no Twitter.

Christophe Castaner, ministro do interior da França, visitou o local e prometeu que as autoridades irão se mobilizar para acompanhar o caso e punir os responsáveis. Além de afirmar que a polícia já investiga o crime, ele também anunciou a criação de um "escritório oficial para combater o ódio".

De acordo com as autoridades houve um aumento recente de 74% de atos antissemitas na França. De 311 incidentes registrados em 2017, o número subiu para 541 casos em 2018. A região da Alsácia, onde fica Westhoffen, foi alvo de diversos ataques do gênero no último ano. Em fevereiro de 2019, 96 túmulos foram pichados com suásticas em um cemitério judaico no vilarejo de Quatzenheim.


Fontes: BBC e CNN

Imagens: Préfet de la région Grand Est et du Bas-Rhin/Twitter/Reprodução