MÚSICA CLÁSSICA

Maldição da Nona Sinfonia teria matado Beethoven e outros compositores

Sinfonia são composições musicais elaboradas para serem executadas por uma orquestra completa. Em geral, são compostas por três ou quatro movimentos, com diferentes estruturas e tempos. Ludwig van Beethoven compôs nove sinfonias, mas morreu antes de terminar a décima. Isso também aconteceu com outros músicos eruditos, e deu origem à lenda da "Maldição da Nona Sinfonia".

Essa superstição, intimamente ligada ao campo da música clássica, diz que qualquer músico que complete sua nona sinfonia corre sério risco de morrer logo depois. Assim, um compositor que se arrisque a compôr uma décima sinfonia estaria desafiando o destino. Segundo os historiadores, a lenda teria começado com o supersticioso Gustav Mahler quando percebeu que Beethoven e Anton Bruckner morreram depois de completar suas nonas sinfonias.

Mahler então elaborou um plano para escapar da maldição após compor sua oitava sinfonia. Ele escreveu uma nova sinfonia, mas definiu a obra como um ciclo de cinco canções, batizada de Das Lied von der Erde (que, na prática, era uma sinfonia). Achando que havia conseguido driblar o destino, ele começou a trabalhar em uma décima sinfonia. No entanto, ele morreu antes que a obra estivesse terminada.

Além de Beethoven, Mahler e Bruckner, a maldição atingiu outros músicos. Entre eles, estão Franz Schubert, Antonín Dvořák, Louis Spohr, Kurt Atterberg, Elie Siegmeister, Egon Wellesz, Ralph Vaughan Williams, Alfred Schnittke, Roger Sessions, Peter Mennin, Malcolm Arnold e David Maslanka. Todos morreram depois de compor suas nonas sinfonias. 


Imagem: Joseph Karl Stieler (1820) - Retrato de Ludwig van Beethoven, via Wikimedia Commons 

 Fontes: Classic FM,  The Guardian e supercurioso.com