EDUCAÇÃO

Menino de 9 anos que estava prestes a se formar em engenharia elétrica larga a faculdade

Laurent Simons, o menino prodígio que estava prestes a se graduar em engenharia elétrica, largou a faculdade. Seus pais queriam que ele se formasse antes que completasse 10 anos, no dia 26 de dezembro, mas a Universidade de Eindhoven, na Holanda, onde estudava, disse que isso não seria possível pela falta de tempo hábil para concluir as provas. A escola ofereceu um novo cronograma à família do garoto, que recusou a oferta.

O curso de engenharia elétrica naquela faculdade tem duração média de três anos. Os pais de Laurent planejavam que o garoto se graduasse no tempo recorde de apenas 10 meses. "Laurent é um garoto excepcionalmente talentoso, que está estudando em um ritmo sem precedentes. No entanto, a universidade não acreditava que essa data final fosse viável, dado o número de provas que Laurent teria que fazer antes de completar 10 anos em 26 de dezembro", disse a universidade em um comunicado.

"Até a semana passada estava tudo bem, e agora, de repente, eles preveem um atraso de seis meses", disse o pai de Laurent, Alexander Simons. Mas segundo ele, a data exata da formatura do garoto nunca foi o problema principal. A família do garoto acredita que a universidade atrasou a graduação depois que eles anunciaram planos de levá-lo para prosseguir os estudos em outras instituições. Alexander disse que Laurent já recebeu duas ofertas de universidades estrangeiras. 

Laurent é filho de um casal de médicos (o pai é belga e a mãe é holandesa). Ele passou o início da infância sendo criado pelos avós na cidade de Ostend, na Bélgica. Eles foram os primeiros a perceber o quanto ele é inteligente. Em apenas cinco anos ele foi do ensino primário até o curso superior. A família do menino anunciou que após se graduar, ele pretende obter um doutorado em engenharia elétrica, ao mesmo tempo em que cursará a faculdade de medicina.


Fonte: Deutsche Welle

Imagem: Instagram/Reprodução