RELIGIÃO

Misteriosa cruz antiga de três toneladas é encontrada no Paquistão

Uma grande cruz de mármore de cerca de dois metros de altura e pesando três toneladas foi encontrada no norte do Paquistão. A descoberta, que pode indicar a presença de cristãos na região no passado, foi feita por uma equipe de pesquisadores da Universidade do Baltistão. Estimativas iniciais indicam que o objeto tenha entre 1000 e 1200 anos.

A cruz foi encontrada na cordilheira de Kavardo, na região do Baltistão. Segundo o pesquisador Wajid Bhatti, trata-se de uma cruz indiana de São Tomé. De acordo com a tradição, o apóstolo foi pregar o Evangelho na Índia no século I d.C.

A Universidade do Baltistão disse que procurará universidades europeias e dos Estados Unidos para ajudar a levantar mais informações sobre a idade e a origem da cruz. "Ainda são necessários testes de datação por carbono e evidências científicas exatas, mas há muita emoção e controvérsia", disse o professor Muhammad Naeem Khan, vice-reitor da instituição, segundo o The Telegraph.

“É realmente uma ótima notícia para todos nós que uma cruz antiga foi encontrada em Skardu. Isso mostra que o cristianismo existia nessa área e deve haver uma igreja e casas de cristãos. Atualmente, não há famílias cristãs nessa área, mas elas já estiveram presentes”, disse Mansha Noor, diretor executiva da organização humanitária católica Cáritas no Paquistão. O símbolo está sendo chamado de “Cruz de Kavardo”.

Apesar do entusiasmo da comunidade cristã, alguns especialistas sugerem que a cruz encontrada no Baltistão pode ser um símbolo budista (religião com tradições milenares no local) ou ainda um pedaço de pedra que fazia parte de um pilar. Novos estudos serão necessários para determinar a origem do artefato.


Fontes: The Telegraph e Ancient Origins

Imagem: Muhammad Naeem Khan/Universidade do Baltistão/Reprodução