ARTE RUPESTRE

Misteriosa pintura pré-histórica que retrata criaturas sobrenaturais surpreende arqueólogos

Arqueólogos encontraram em uma caverna da Indonésia a pintura mais antiga a retratar uma caçada. Só isso já tornaria a descoberta muito importante, mas o achado é ainda mais surpreendente. A cena apresenta uma série de criaturas sobrenaturais, metade humanas, metade animais, algo inédito para uma arte rupestre tão antiga (estima-se que ela tenha sido feita há 43.900 anos).

O painel de 4,5 metros de largura foi encontrado na ilha de Sulawesi. Ele mostra seis mamíferos em fuga: dois porcos e quatro búfalos anões, pequenos animais ferozes que ainda habitam as florestas locais. Eles aparecem sendo perseguidos por figuras humanas com características animais (pesquisadores chamam essa criaturas de teriantropos), que parecem estar empunhando longas espadas.  

A pintura recém-descoberta é possivelmente o exemplo mais antigo de arte imaginativa, ou seja, ela não se resume a tentar reproduzir aspectos realísticos da natureza. Em vez disso, ao retratar homens-animais, ela apresenta seres que não existem no mundo físico. Como essas criaturas possuem um aspecto sobrenatural, essa também seria a evidência mais antiga de pensamento "religioso" já encontrada. Assim, a descoberta desafia o consenso anterior de que a cultura religiosa moderna começou na Europa.

“Essa descoberta sugere que o pensamento religioso (a capacidade de imaginar a existência de entidades não reais) já estava presente entre nossa espécie na Indonésia há pelo menos 44 mil anos, vários milênios antes das primeiras obras de arte humanas modernas aparecerem na Europa", declarou Adam Brumm, arqueólogo e professor do Centro de Pesquisa Australiano para Evolução Humana (ARCHE). "Essa cena extraordinária sugere fazer parte de uma história ou de algum tipo de mito", completou.


Fontes: IFLScience e The Guardian

Imagem: Ratno Sardi/Griffith University/Reprodução