BEBIDAS

Monges voltam a fabricar cerveja medieval cuja fórmula estava perdida há séculos

Monges da Abadia Grimbergen, na Bélgica, reiniciaram a produção de uma cerveja medieval, cuja receita estava perdida há 220 anos. A bebida original havia sido produzida a partir do ano 1128. A fórmula foi redescoberta nos arquivos da própria igreja. 

O anúncio foi feito pelo padre Karel Stautemas, que disse que a receita foi encontrada após quatro anos de pesquisas. A cerveja era produzida na abadia antes de o local ser destruído por revolucionários franceses, em 1798. O monastério foi reerguido, mas a cervejaria e sua receita foram perdidas.

No entanto, a descoberta de livros do século XII sobre os métodos utilizados pelos monges na cervejaria original inspirou a volta da produção. A leitura dos documentos não foi fácil, já que eles foram escritos em latim e alemão antigos. “Tivemos que trazer voluntários. Passamos horas nessa tarefa e descobrimos as listas dos ingredientes das cervejas produzidas nos séculos passados, o lúpulo utilizado, além das garrafas e barris”, afirma Stautemas.

Ele explica que a receita está sendo usada com algumas modificações, já que atualmente o gosto da bebida original não seria aprovado pelos consumidores. No entanto, algumas tradições foram mantidas como nos velhos tempos: os monges utilizam barris de madeira, plantam o lúpulo em solo local e não utilizam aditivos artificiais. Stautemas alerta que a cerveja tem mais de 10% de teor alcoólico e, portanto, “um ou dois copos está de bom tamanho”.


Fonte: The Guardian

Imagem: Abadia Grimbergen/Reprodução