RELIGIÃO

Mosaico descoberto em Israel pode esclarecer local de milagre de Jesus descrito na Bíblia

Um mosaico encontrado em Israel pode jogar luz sobre uma das passagens mais conhecidas da Bíblia: o milagre da multiplicação dos pães e peixes. A descoberta foi feita nas ruínas de uma antiga igreja nas proximidades do Mar da Galileia, onde, de acordo com o Novo Testamento, Jesus Cristo alimentou uma multidão. O tesouro arqueológico foi localizado em Hippos, uma das principais cidades dos períodos romano e bizantino.

A estrutura onde o mosaico foi encontrado é conhecida como "Igreja Queimada". Esse templo foi construído por volta do século V d.C, mas foi destruído pelo fogo durante a conquista dos Sassânidas, duzentos anos depois. De acordo com os arqueólogos, foi justamente o incêndio que ajudou a preservar o mosaico que decorava o piso da igreja. As cinzas do telhado da estrutura acabaram formando uma camada que conservou as imagens gravadas no chão.

O mosaico colorido mostra representações de pássaros, peixes e frutas. Além disso, os pesquisadores encontraram desenhos de cestas contendo cinco ou mais pães, que, juntamente com os peixes, são associados ao milagre de multiplicação descrito quatro vezes no Novo Testamento. Segundo os pesquisadores, essas imagens e a localização da igreja, com vista para o Mar da Galileia, reforçam a conexão com o milagre de Jesus descrito na Bíblia. “Certamente podem existir explicações diferentes para as representações de pães e peixes no mosaico, mas você não pode ignorar a semelhança com a descrição no Novo Testamento”, disse Michael Eisenberg, chefe da equipe de escavação em Hippos.

Segundo o Novo Testamento, Jesus fez o milagre em uma área isolada, provavelmente na parte nordeste do mar da Galileia, onde usou cinco pães e dois peixes para alimentar uma multidão de cinco mil pessoas. Mais tarde, conforme a Bíblia, ele andou sobre as águas. Nesse local, a Igreja da Multiplicação foi construída no século V e, de acordo com a tradição cristã primitiva, foi onde o milagre aconteceu. Mas a nova descoberta sugere que o milagre teria acontecido, na verdade, nas proximidades da Igreja Queimada.

"Atualmente, tendemos a considerar a Igreja da Multiplicação em Tabgha, a noroeste do mar da Galileia, como o local do milagre, mas com uma leitura cuidadosa do Novo Testamento, é evidente que ele pode ter ocorrido ao norte de Hippos", afirmou Eisenberg. "De acordo com as Escrituras, após o milagre, Jesus cruzou as águas a noroeste do mar da Galileia, até a área de Tabgha / Ginosar, de modo que o milagre teria acontecido no local onde ele começou a travessia, e não onde ele terminou. Além disso, o mosaico da Igreja da Multiplicação tem uma representação de dois peixes e um cesto com apenas quatro pães, enquanto em todos os lugares do Novo Testamento que contam o milagre existem cinco pães, como os encontrados no mosaico em Hippos. O mosaico na Igreja Queimada também apresenta uma representação de 12 cestos e o Novo Testamento descreve que os discípulos, no final do milagre, ficaram com 12 cestos de pão e peixe", completou o pesquisador.


Fontes: CNN e Universidade de Haifa

Imagens: Dr. Michael Eisenberg/Hippos-Sussita Excavations Project