Vida após a morte

Mulher escreve mensagem após ser declarada clinicamente morta: "é real"

Tina Hines, do Arizona, Estados Unidos, sofreu uma parada cardiorrespiratória que a deixou clinicamente morta durante 27 minutos. Enquanto estava entubada, sem poder falar no hospital, ela repentinamente abriu os olhos e gesticulou como se quisesse escrever. Assim que lhe ofereceram um caderno e uma caneta, ela escreveu: “É real”.

Os familiares que estavam presentes no momento lhe perguntaram a que ela se referia com aquela frase. A mulher, que quase não conseguia se mover, olhou para cima, como se quisesse apontar o céu. Mais tarde, durante uma entrevista a um jornal, seu marido explicou que Tina era uma pessoa absolutamente normal, até a data.

A mulher caiu no chão em uma manhã de fevereiro, quando estava pronta para dar uma caminhada. Imediatamente, seu marido começou a realizar manobras de ressuscitação, o que, segundo os médicos, salvou sua vida. Quando a ambulância chegou para ajudá-la, os médicos precisaram ressuscitar a mulher mais duas vezes.

Após "voltar à vida", Tina falou aos jornalistas: “Era muito real, as cores eram muito vibrantes”. Além disso, ela afirmou ter visto uma imagem parecida com a figura de Jesus, que a esperava de pé, diante de um grande pórtico de cor negra, com uma luz brilhante atrás.


Fonte: Metro.co.uk

Imagem: Shutterstock.com