ESPAÇO

NASA publica uma imagem impactante do limiar do espaço

A cerca de 80 quilômetros acima da superfície da Terra, quando o vapor d’água se condensa e congela ao redor de partículas de poeira, são formadas as “nuvens noctilucentes”, a uma temperatura próxima dos 130° C abaixo de zero. Trata-se de um fenômeno poucas vezes visto, mas a NASA publicou recentemente uma imagem dessas nuvens em seu perfil do Instagram.

Essas nuvens brilhantes, que se formaram em uma das camadas mais altas da atmosfera, a mesosfera, também são chamadas “nuvens mesosféricas polares”. A fotografia, que a própria NASA descreveu como “um cartão postal do limiar do espaço”, foi tirada da Estação Espacial Internacional (EEI).

 

Essas nuvens são as mais altas do planeta Terra e só podem ser observadas quando o Sol está sob o horizonte. Calcula-se que as nuvens dessa foto se encontravam a cerca de 80 quilômetros da superfície terrestre, mas a imagem foi capturada pela EEI a uma altura de 430 quilômetros sobre o sul do Oceano Pacífico. 


Fonte:  Sputnik

Imagem: Shutterstock.com