meio ambiente

Nova espécie de perereca é descoberta na Amazônia ao cantar muito alto

Pesquisadores descobriram uma nova espécie de perereca na Amazônia. Pequenina, medindo em média 20mm, ela vive na região das florestas alagáveis de Rondônia. O curioso é que ela foi identificada por uma característica peculiar: seu canto alto. 

"Nós ouvimos os machos cantando e percebemos que aquele canto não era comum. O que chamou atenção foi a frequência – 8.979 a 9.606 Hertz – com que o canto era emitido, muito mais alta do que a maioria das espécies que se conhece desse grupo em específico de pererecas", disse Miquéias Ferrão, do Museum of Comparative Zoology de Harvard, em entrevista ao site O Eco. Assim, os cientistas descobriram que se tratava de uma espécie desconhecida, batizada agora de Dendropsophus bilobatus

De acordo com os especialistas, o canto dos sapos, rãs e pererecas é importante para identificar as espécies. Cada uma delas apresenta vocalizações diferentes. Miquéias explica que o som é quase sempre emitido por machos e é utilizado para atrair as fêmeas da mesma espécie. 

Segundo os pesquisadores, a nova espécie também tem outra característica particular. O saco vocal (estrutura utilizada para emitir o canto) dos machos é “bilobado”. Isso significa que ele possui dois lobos, partes arredondadas que se assemelham a duas bolhas, que no caso da nova perereca são translúcidas. O artigo descrevendo a Dendropsophus bilobatus foi publicado no periódico ZooKeys. A pesquisa é assinada por Miquéias, junto com os herpetólogos Albertina Pimentel Lima, Jiří Moravec e James Hanken.


Fonte: O Eco

Imagem: Albertina Pimentel Lima/Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia/Reprodução, via ZooKeys