ILHA DE PÁSCOA

Nova pesquisa pode ter finalmente desvendado o propósito das estátuas da Ilha de Páscoa

Há séculos pesquisadores tentam decifrar o propósito das gigantes estátuas da Ilha de Páscoa. Agora, surge uma nova teoria que tenta explicar o mistério. Segundo uma equipe internacional de pesquisadores, a presença dos Moais está relacionada com a fertilidade do solo.

A pesquisa se concentrou no sítio arqueológico de Rano Raraku, origem de 95% das estátuas da ilha. O local é uma antiga pedreira situada em uma cratera vulcânica onde as esculturas eram criadas. Ao analisar o solo da região, os cientistas se depararam com elementos químicos essenciais para a fertilização. Testes de laboratório indicaram que o lugar também era utilizado para a agricultura, servindo de campo de plantação para o cultivo de banana e batata-doce. Além disso, a região também contava com uma providencial fonte de água potável 

A composição do solo da pedreira impressionou os pesquisadores. "Havia realmente altos níveis de substâncias que eu nunca imaginaria que existissem ali, como cálcio e fósforo. A química do solo mostrou uma grande quantidade de elementos essenciais para o crescimento das plantas", disse Sarah Sherwoo, geoarqueóloga da University of the South nos Estados Unidos. Já no resto da Ilha de Páscoa havia a presença de poucos terrenos férteis. A pesquisa concluiu que a própria atividade da extração de pedras do local estimulava a fertilidade do solo. 

Até agora acreditava-se que os Moais da pedreira de Rano Raraku ficassem lá originalmente em caráter provisório, aguardando para serem transferidos para outras localidades da ilha. "Esse estudo altera radicalmente a ideia de que todas as estátuas em pé em Rano Raraku estavam simplesmente aguardando transporte para fora da pedreira", disse Anne Van Tilburg, diretora do Projeto Estátua da Ilha de Páscoa. 

Duas estátuas estudadas pela equipe estavam em pé, uma enterrada profundamente e outra em um pedestal. "Ou seja, esses e provavelmente outros Moai na posição vertical em Rano Raraku foram mantidos no local para garantir a natureza sagrada da própria pedreira". De acordo com os pesquisadores, os Moai eram centrais para o conceito de fertilidade e o povo Rapa Nui acreditava que a presença das estátuas no local estimulava a produção agrícola. 


Fontes: IFLScience e UCLA

Imagens: Projeto Estátua da Ilha de Páscoa/UCLA/Reprodução