enigmas

O misterioso sinal de rádio de origem desconhecida detectado desde 1973

Há mais de 40 anos foi detectado pela primeira vez, por um receptor de ondas curtas, um estranho zumbido na frequência de rádio 4.625kHz. Um sinal que se repete 30 vezes por minuto, em todas as horas do dia, durante o ano todo. Desconhece-se quando começaram essas emissões, só se sabe que elas foram notadas pela primeira vez em 1973.

No início de 1990, a mesma inquietante “programação” continuava a ser emitida, até que, inesperadamente, mudou seu bipe repetitivo para um zumbido de 0,8 segundo. Regularmente, o som era emitido cerca de 21 ou 34 vezes por minuto. Durante o último minuto de cada hora, o zumbido mudava para um tom contínuo.

A emissão voltou a sofrer mudanças em 16 de janeiro de 2003, quando a duração dos tons aumentou, passando a ser mais aguda. É comum também ouvir conversas distantes em russo. Uma delas foi ouvida em novembro de 2001: “Sou o 143. Não recebo o oscilador”. Ao que se seguiu: “Isso é o que a sala de operações está enviando”.

Em 2 de setembro de 2010, pôde-se ouvir um fragmento da mítica sinfonia do Lago dos Cisnes de Tchaikovsky. Além disso, podia-se perceber uma voz feminina recitando números de 1 a 9, com um ritmo que parecia indicar um código Morse. Ao que parece, as emissões foram mudando de local de origem.

Ultimamente não foram registradas mais mensagens de voz nas transmissões, mas em maio de 2020 foi possível ouvir música russa. Atualmente, o propósito da emissão continua desconhecido. Segundo algumas hipóteses, sua missão é a de “transmitir ordens às unidades militares e ao centro de recrutamento do distrito militar de Moscou”. Uma outra teoria defende que as ordens seriam destinadas aos espiões russos que se encontram em missão no exterior.


Fonte: Clarín

Imagem: Shutterstock.com