Ta Na História

O que tem a ver o Chiquinho Scarpa e a cerveja Caracu?

Por Thiago Gomide do Tá na História.

Parceria HISTORY e Ta Na História

Um dos símbolos da alta sociedade paulistana tem uma relação estreita com a história da cerveja Caracu e isso atravessa a revolução constitucional de 1932.

Há 90 anos, o mundo foi abalado pelo crash da bolsa de valores de Nova York. 1929 não foi marolinha não.

Várias empresas quebraram aqui no Brasil. Várias ficaram sem rumo.

Percebendo que a cervejaria Rio Claro estava em apuros, Nicolau Scarpa, avô do Chiquinho, resolveu tirar a mão do bolso e investir.

Contando com um olhar empresarial raro, Nicolau modernizou a fábrica, os processos, qualificou os funcionários (...)

Em pouco tempo, a água já tinha se afastado do pescoço.

Uma das principais cervejas vendidas pela Rio Claro era a Caracu.

Quer saber como 1932 entra nessa história? Qual foi o posicionamento da Rio Claro? Os Scarpa apoiaram a revolução? Aperta o play e não deixe de se inscrever no canal.


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.