MEDICINA

Olho biônico faz com que homem volte a enxergar depois de 33 anos

Larry Hester é um senhor de 66 anos que estava completamente cego há 33 anos por conta de uma retinite pigmentosa. Graças a um significante avanço nas próteses biônicas, ele voltou a perceber, novamente, a enxergar.

Larry é um dos primeiros pacientes nos Estados Unidos a receber o Argus II, como é conhecido este olho biônico, já aprovado para comercialização
O resultado do implante do olho biônico representou uma grande revolução da vida de Hester, que era totalmente cego. Agora, ele consegue diferenciar o claro do escuro e . No vídeo no final do texto, você pode conferir a euforia dele no momento em que o implante foi ligado, no começo deste mês, quando voltou a “ver” pela primeira vez após três décadas. Apesar do avanço, Hester, legalmente, ainda é considerado cego.

Larry é um dos primeiros pacientes nos Estados Unidos a receber o Argus II, como é conhecido este olho biônico, já aprovado para comercialização. A prótese foi desenvolvida pelo Centro do Olho da Universidade Duke (EUA) e pela empresa Second Sight Medical Products.

O implante é colocado na retina com 60 eletrodos que apontam para o nervo óptico. Uma câmera detecta a luz, que é transformada em um sinal elétrico transmitido ao cérebro. O uso da prótese biônica é recomendado para pessoas que sofrem de degeneração da retina.

Fontes:

The TelepgraphIFL Science