Antigo Egito

Ouça uma múmia egípcia voltar a "falar" depois de três mil anos

Um sacerdote egípcio "falou" pela primeira vez desde que morreu e foi mumificado, há cerca de três mil anos. O religioso, chamado Nesyamun, viveu durante o reinado do faraó Ramsés XI, no século XI a.C. A voz da múmia foi reproduzida por cientistas que recriaram seu trato vocal com a ajuda de uma impressora 3D. 

Os cientistas escolheram os restos mortais de Nesyamun, que pertencem ao acervo do museu de Leeds, no Reino Unido, porque os tecidos moles de sua garganta e trato vocal estavam relativamente intactos. A múmia foi submetida a uma tomografia computadorizada para que os cientistas obtivessem todas as medidas necessárias, da laringe até os lábios, para reproduzir sua voz.

Depois disso, um programa de computador foi usado para recriar e imprimir em plástico as vias aéreas de Nesyamun em três dimensões. As vias aéreas artificiais foram então conectadas a um alto-falante e a uma laringe artificial. No entanto, devido ao processo de mumificação e à idade da múmia, o som produzido não é exatamente o mesmo emitido pelo sacerdote quando estava vivo. Isso porque sua língua estava danificada e seu palato mole estava ausente, tendo que ser recriado virtualmente.

"O que você ouve é o som do trato vocal na posição em que ele está deitado no sarcófago", disse David Howard, professor de engenharia elétrica da Universidade  Royal Holloway, em Londres. "Não é o som de sua fala propriamente dita, pois ele não está falando de verdade", esclareceu. Howard já havia reproduzido os tratos vocais de pessoas vivas, inclusive os dele. Usando esse mesmo método, ele descobriu que os sons produzidos eram muito realistas. No entanto, é a primeira vez que a técnica é aplicada a restos mortais. Confira abaixo o som da "voz" de Nesyamun:


Fontes: CNN e The Guardian

Imagem: Leeds Teaching Hospitals/Leeds Museum and Galleries/Reprodução