ESPAÇO

Pesquisadores descobrem algo que viaja ainda mais rápido que a luz

Segundo um estudo da Universidade de Charleston e da Universidade Tecnológica de Michigan, as explosões cósmicas, responsáveis por criar explosões de raios gama, podem ser ainda mais velozes que a luz, por meio das nuvens de gás circundantes. No entanto, esse fenômeno não vai contra a teoria da relatividade do célebre físico Albert Einstein.

Os especialistas acreditam que esses jatos superluminais podem alcançar a reversibilidade no tempo, visível nas curvas de luz de explosão dos raios gama. Como esses jatos somente se movem mais rapidamente que a luz quando atravessam as nuvens geradas pela explosão, então não o fazem no vácuo, contemplado por Einstein para concluir que nada consegue viajar mais rápido que a luz.

Ainda que os resultados do estudo expliquem a explosão superluminal, a pesquisa se baseou em um cenário que envolve a radiação de Cherenkov, ou seja, um determinado tipo de luz que é criado por meio do movimento superlimial. E isso não era considerado importante para gerar as curvas de luz das explosões de raios gama. A descoberta é de fundamental importância para os estudos astronômicos.


Fonte: Science Alert

Imagens: Shutterstock.com