STONEHENGE

Pesquisadores desvendam mistério da origem das rochas gigantes de Stonehenge

A origem das pedras usadas para construir o monumento pré-histórico de Stonehenge, na Inglaterra, sempre foi motivo de debates entre pesquisadores. Agora, um novo estudo parece ter colocado fim ao mistério. Por meio de análises químicas, foi possível determinar a fonte do material usado na estrutura.

Stonehenge foi construída no período neolítico com diferentes tipos de rochas. A estrutura principal é composta de blocos de arenito gigantescos conhecidos como sarsens, cada um pesando uma média de 25 toneladas. Acredita-se que o monumento era originalmente composto por 80 dessas pedras, mas hoje restam 52 delas.

Estudos anteriores já haviam conseguido traçar as origens de outras rochas que compõem o monumento, as pedras azuis. Pesando entre 2 a 5 toneladas, elas vieram de Preseli Hills, no oeste do País de Gales, a mais de 240 km de distância de Stonehenge. Mas até agora não se sabia de onde se originaram os sarsens.

Para resolver o enigma, os pesquisadores usaram uma técnica chamada espectrometria de fluorescência de raios-X portátil. Assim eles puderam analisar a composição química dos sarsens. Das 52 rochas, 50 delas partilhavam da mesma composição química, indicando que todas vieram do mesmo lugar. 

Ao comparar a composição química dos sarsens de Stonehenge com as de outros blocos de arenito similares na Grã-Bretanha, os cientistas conseguiram determinar sua origem. De acordo com eles, as pedras foram trazidas de uma localidade chamada West Woods, na região de Marlborough Downs, a cerca de 25 km do monumento. Anteriormente já se suspeitava que as pedras tivessem vindo de lá, mas só agora houve uma comprovação.

"Foi realmente emocionante aplicar a ciência do século XXI para entender o passado neolítico e finalmente responder a uma pergunta que os arqueólogos vêm debatendo há séculos", disse  David Nash, professor da Universidade de Brighton, que liderou o estudo. A pesquisa foi publicada na revista Science Advances. Dentre os enigmas remanescentes sobre Stonehenge está o de como seus construtores, que tinham apenas ferramentas primitivas, conseguiram transportar todas as pedras enormes para o local.


Fontes: IFLScience e BBC

Imagem: Shutterstock.com