saúde

Por quanto tempo o coronavírus sobrevive em superfícies de materiais?

Não se sabe com exatidão quanto tempo o novo COVID-19 sobrevive em superfícies de materiais mantendo sua capacidade de infectar um ser humano. No entanto, sabe-se que outros coronavírus, como os causadores de SARS e MERS, são capazes de se manter ativos por mais de uma semana em objetos de metal, vidro ou plástico. Em comparação, os vírus da gripe podem persistir por apenas 48 horas nas mesmas condições.

Segundo um estudo publicado no The Journal of Hospital Infection, o vírus da SARS (parente mais próximo do COVID-19) pode resistir até nove dias em superfícies não desinfetadas. "No entanto, é muito difícil extrapolar esse dado para o novo coronavírus, devido às diferentes cepas e condições ambientais", disse o Dr. Charles Chiu, professor de doenças infecciosas da Universidade da Califórnia. Segundo ele, mais pesquisas são necessárias para estabelecer o tempo exato de sobrevivência do COVID-19  em superfícies.

De qualquer forma, o risco de contágio ao tocar uma superfície infectada é relativamente baixo. A recomendação dos especialistas é lavar frequentemente as mãos, evitar o contato direto com pessoas infectadas e respeitar a quarentena, se indicada pelas autoridades. Além disso, a higienização com produtos domésticos é bastante efetiva para eliminar o vírus de superfícies, com a utilização de etanol a 62-71%, peróxido de hidrogênio a 0,5% ou hipoclorito de sódio a 0,1%. 

No mundo todo, os casos de COVID-19 já passam de 90 mil. O número de mortes causadas pela doença ultrapassa os três mil. No Brasil, há oito casos confirmados do novo coronavírus.


 Fontes: CNN e Live Science 

Imagens: Shutterstock.com