holocausto

Possível “kit de fuga” é encontrado durante reforma no campo nazista de Auschwitz

Durante obras de reforma no local onde funcionou o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, foram encontrados diversos objetos que pertenceram a prisioneiros que estavam sob poder dos nazistas. Artefatos como facas, garfos, ganchos, tesouras e pedaços de couro estavam escondidos em uma chaminé no Bloco 17. Apesar de ainda não ser possível tirar conclusões sobre o achado, uma das hipóteses é que o material poderia ser usado em uma possível tentativa de fuga.

Especialistas acreditam que não é por acaso que uma chaminé foi usada como esconderijo para os objetos. É provável que pessoas com habilidades manuais especiais estivessem alojadas naquele edifício. Relatos de sobreviventes indicam que havia várias oficinas no porão do bloco.

Historiadores ainda não se aprofundaram na pesquisa sobre os objetos, então ainda é cedo para discutir como eles eram usados e as possíveis intenções dos prisioneiros. Entre as hipóteses estão a confecção e conserto de roupas ou preparação para uma fuga. Também é possível que as tesouras e os talheres tenham sido usados como moeda de troca entre os prisioneiros.

Os objetos foram cuidadosamente recuperados, documentados e entregues ao departamento de conservação do Museu de Auschwitz. Desde que a reforma do Bloco 17 começou, em setembro de 2019, os elementos que foram adicionados após a guerra foram demolidos sob a supervisão de restauradores. Além disso, todo o edifício passa por um processo de reforço estrutural.


Fontes: National Fund e Daily Mail

Imagem: National Fund/Divulgação