PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Primeira Guerra Mundial retratada em fotos antigas em 3D

Um dos arquivos fotográficos mais extraordinários da Primeira Guerra Mundial chega ao conhecimento de todos graças a uma casualidade. São 500 imagens em placas estereoscópicas de 107 X 45 milímetros, que foram encontradas em um mercado de antiguidades de Tânger (Marrocos) por um fotógrafo espanhol, que as entregou à Casa da Imagem de Logroño, em 1999. Depois de 15 anos de trabalho, primeiro revelando as fotografias em papel e depois digitalizando os resultados obtidos, o acervo é finalmente exposto, mostrando a guerra como poucas vezes se viu antes. Após a análise da documentação complementar às fotografias, o autor foi identificado, com a ajuda do Ministério de Defesa da França. Trata-se do tenente Pier Antoine Henri Givord, que foi destinado à seção de transporte na distribuição de material em caminhões durante o conflito bélico. Foi nesse período que ele encontrou sua vocação fotográfica, quando retratou batalhas antes, durante e depois de cada enfrentamento. Dessa maneira, realizou uma crônica notável do avanço da Alemanha contra o território francês, e das ações de resistência dos aliados. Sem saber, esteve à frente de seu tempo em dois aspectos: como repórter fotográfico de guerra e também como criador de imagens em 3D. Como explica o responsável pela exposição, Carlos Traspaderne: "Ainda que acreditemos que a imagem em três dimensões seja algo atual, essas placas já estavam posicionadas para serem vistas desta maneira: uma com cada olho. Graças à montagem audiovisual realizada, as pessoas podem quase estar dentro de algumas fotografias". No negativo de vidro de cada imagem, está escrito à mão pelo próprio Givord uma breve descrição que a contextualiza. Assim, pode-se observar:   3 de março de 1918. Marcha na neve, em Combles, França Setembro de 1918. Noyon, França     Agosto de 1918. Um tanque perto de Moreuil   1º de julho de 1917. Um avião inglês em Somme, França 20 de março de 1916. Igreja de Santo Hilário, em Marne, França       Fonte e imagens: Casa de la Imagen de Logroño