envelhecimento

Russos desenvolvem pílula que age contra a fonte do envelhecimento do nosso corpo

Uma equipe de cientistas da Universidade Estadual de Moscou, na Rússia, chefiada por Maxim Skulachev, descobriu um novo tipo de antioxidante, capaz de agir nas mitocôndrias celulares, responsáveis pela produção de energia e pelo envelhecimento.

“As mitocôndrias são as culpadas pelos ataques no coração e por doenças como o Alzheimer e o Parkinson”, afirma Skulachev, que também acrescenta: “Se as doenças passam a se desenvolver mais lentamente, então nossa ideia para combater o envelhecimento através das mitocôndrias está correta”.

Atualmente, o tratamento revolucionário está sendo testado em ratos, peixes e cães. Os cientistas reconhecem que ainda não foi possível alcançar um aumento significativo da esperança de vida destes animais, embora já tenham conseguido retardar o início de seu envelhecimento. O desafio é, portanto, tornar “tecnicamente possível” o medicamento de antienvelhecimento e, dessa forma, prolongar a vida do ser humano.

Fonte: The Daily Mail