GUERRAS MUNDIAIS

Seis grandes invenções herdadas da Primeira Guerra Mundial que você provavelmente não sabia

A Grande Guerra, tal como é conhecido o primeiro conflito global do século XX, completa, neste mês, 100 anos de seu início. Porém, o conflito não pode ser apenas lembrado por suas nefastas consequências para o mundo. Olhando para trás com uma perspectiva otimista, é possível resgatar importantes invenções que foram desenvolvidas durante o curso da guerra. Invenções essas derivadas da sagacidade e criatividade diante de um perigo iminente ou um grande desafio, e que passaram a fazer parte da vida cotidiana. Esta é uma lista das invenções mais importantes da Primeira Guerra Mundial: 1. Comunicação com a torre de controle Até antes da Primeira Guerra, a comunicação entre pilotos, ou entre o avião e a terra, era muito complicada. Isto promoveu a invenção de um capacete com microfone e caixas de som para que o piloto pudesse se comunicar via rádio com a torre de controle. 2. O chá em saquinhos Em 1908, um comerciante americano passou a distribuir o chá em pequenas bolsas que podiam ser colocadas diretamente na água. Anos depois, uma companhia francesa, durante a guerra, sistematizou o produto e o levou ao público de massa, chamando a invenção de "bomba de chá". 3. O zíper Como era a vida antes dos zíperes? Foi um imigrante sueco quem inventou o zíper nos Estados Unidos, que logo mais seria adotado pelo exército americano, sendo incorporado à vestimenta dos soldados. Após a guerra, o zíper se popularizou para o uso civil. 4. Lenços de papel Após a invenção do papel higiênico, a empresa que o desenvolveu tentou dar mais utilidades ao produto. Sem muito sucesso, decidiu utilizar o mesmo material para criar um material mais suave do que os que produzia até então. 5. Horário de verão A Alemanha foi a primeira mudar o horário para economizar carvão. Semanas depois, o Reino Unido imitou a ideia. Foi abandonada logo após a Guerra, mas anos depois voltou a ser implementada. 6. Absorvente higiênico feminino Trata-se de um material cinco vezes mais absorvente do que o algodão, que deveria ser utilizado no uniforme dos profissionais da saúde. No entanto, as enfermeiras, em plena Guerra, se deram conta de que podiam usar o tecido para a higiene feminina durante a menstruação.  

Veja também

   

Fonte e imagens: Cuba Debate