RELIGIÃO

Sino medieval "amaldiçoado" é roubado da "ilha de Harry Potter"

Um sino medieval que pode ter mais de mil anos foi roubado da Ilha de St. Finan na Escócia, que serviu de locação para os filmes de Harry Potter. De acordo com uma lenda, quem tirar a peça do lugar será amaldiçoado por dois séculos. Os moradores do local torcem para que isso seja verdade.

Sinos de mão, como o que foi roubado, eram usados pelos primeiros monges missionários irlandeses que visitaram a Escócia. A relíquia foi levada das ruínas de uma antiga capela de pedra. A peça já havia sido roubada por um soldado em 1740. Capturado, ele foi açoitado pelas autoridades, que devolveram o sino ao seu local de origem. 

Os sinos tinham um papel importante nas igrejas cristãs durante a Idade Média. Eles eram usados para chamar os moradores para cerimônias religiosas, além de marcar as horas em uma época na qual ninguém usava relógio. O toque dos sinos também serviria para afastar os demônios, de acordo com a tradição.

É possível que um colecionador tenha roubado o sino de St. Finan por sua importância religiosa ou histórica, já que a peça não tem valor monetário, disse em comunicado o Moidart History Group, instituição que reportou o crime à polícia. "É muito triste que alguém sem respeito aos sentimentos da população local tenha achado adequado roubar o sino para seu próprio benefício", disse o texto. Apesar de não ser habitada, a Ilha de St. Finan é considerada um terreno sagrado, sendo usada como cemitério por cristãos da região desde o início da Idade Média.


Fonte: Live Science

Imagem: Moidart History Group