MEDICINA

Tumor é dissolvido de corpo de mulher em testes de novo tratamento contra o câncer

Na medicina, muitas vezes, há a preocupação de como um paciente responderá a um tratamento particular, especialmente, no caso de um câncer. Um novo tratamento, que mostrou bastante eficácia em testes, no entanto, provocou uma precupação diferente: de acordo como for usado, poderá causar mais bem do que mal.

A suspeita foi levantada após um teste com as drogas Yervoy (ipilimumab) e Opdivo (nivolumab),  terapias contra o câncer que foram aprovadas pela agência norte-americana FDA. Um dos testes, realizado em uma mulher de 49 anos, mostrou resultados surpreendentes. A paciente luta há pelo quatro anos contra a doença e realizou o tratamento com as novas drogas em um grupo de testes formado por 150 pessoas.

Ela tomou o coquetel na primeira fase do tratamento e, surpreendentemente, o tumor que havia no seu seio, aparentemento, foi “dissolvido” em apenas três semanas. O resultado foi confirmado com a realização de uma tomografia. Em contrapartida, ficou um buraco no lugar do turmor.  O caso foi descrito no New England Journal of Medicine, juntamente com os resultados dos testes.

Enquanto uma resposta tão rápida pode parecer o desejo de todos, os pesquisadores mostram preocupações, pois se o tumor sumir e um buraco aparecer no seu lugar, isso poderia ter graves consequências em partes do corpo como o intestino ou o coração.  Tudo levar a crer que ainda são necessários mais e mais testes para avaliar a real eficácia desse novo tratamento contra o câncer.

Crédito imagem: New England Journal of Medicine

Fontes:

IFL Science

Live Science