NAZCA

Uma inteligência artificial descobre 142 novos geoglifos misteriosos em Nazca

Um grupo de cientistas da Universidade de Yamagata, no Japão, descobriu 142 novos geoglifos na cidade de Nazca (Peru), utilizando um sistema de inteligência artificial. 

Estima-se que as figuras, que representam formas humanas, animais e vegetais, foram produzidas entre os anos 100 a.C. e 300 d.C.,  aproximadamente.

A instituição trabalhou junto à empresa IBM Japão para estudar a área a partir do ar com esse novo método,  vasculhando uma extensão de mil quilômetros quadrados.  

A inteligência artificial permite processar grandes volumes de dados em 3D de forma rápida e eficiente, incluindo imagens aéreas de alta qualidade. Essa descoberta acelerará as atividades de proteção deste Patrimônio da Humanidade reconhecido pela Unesco. Atualmente o local enfrenta problemas que envolvem o crescimento de áreas urbanas em suas proximidades. 

Descobertos em 1927, esses antigos geoglifos, localizados nos Pampas de Jumana, no deserto de Nazca, representam  um dos maiores mistérios da era pré-colombiana. Adotando todos os tipos de formas, como espirais ou animais, eles só podem ser observados em sua totalidade a partir de uma vista aérea. Ainda não se explica como antigas civilizações puderam realizar semelhante obra sem observá-la de cima. 


Fonte: El País 

Imagens: Universidade de Yamagata/Reprodução