Hoje na história

09.Abr.2017

Atentados a igrejas cristãs no Egito deixam 47 mortos durante Domingo de Ramos

No dia 9 de abril de 2017, 47 pessoas morreram em dois atentados contra cristãos coptas no Egito. Outras 126 vítimas ficaram feridas. Os ataques aconteceram em um Domingo de Ramos, data celebrada uma semana antes da Páscoa. O Estado Islâmico estaria por trás da violência.

Os atentados tiveram como alvo a Igreja de São Jorge, no norte da cidade de Tanta, e a Catedral Ortodoxa Copta de São Marcos, a principal igreja de Alexandria, sede do papado copta. Teodoro II, atual papa, havia acabado os serviços no momento do ataque e escapou ileso.

Os dois ataques aconteceram praticamente ao mesmo tempo. Na Igreja de São Jorge, um homem de jaqueta marrom se dirigiu ao altar e detonou um cinturão explosivo, matando 30 pessoas. Na Catedral Ortodoxa Copta de São Marcos, uma bomba foi detonada perto dos seus portões, resultando na morte de 17 pessoas. Em fevereiro daquele ano, o Estado Islâmico havia convocado ataques contra cristãos.

Originalmente, os coptas eram egípcios cujos ancestrais se converteram ao cristianismo no Século I. A população copta do Egito é a maior comunidade cristã do Oriente Médio. Eles representam cerca de 10% a 20% da população do país. Atualmente, o termo é principalmente aplicado aos membros da Igreja Ortodoxa Copta, independentemente de sua origem étnica. Eles também formam a maior denominação cristã no Sudão e na Líbia. 


Imagem: Shutterstock.com