Hoje na história

03.out.2005

Morre Emilinha Borba, a Rainha do Rádio

No dia 3 de outubro de 2005 morria, no Rio de Janeiro, Emília Savana da Silva Borba, mais conhecida como Emilinha Borba, uma popular cantora, coroada como a Rainha do Rádio e representante da Era de Ouro do rádio brasileiro. Nascida no dia 31 de agosto de 1923, no Rio de Janeiro, ao longo de sua carreira, gravou uma enorme quantidade de discos: 78 RPM (total de 117), Long Play (89), Compacto - simples e duplo – (71) e Compact Disc Laser (27). Desde muito cedo ela já mostrava talento como cantora. Aos 14 anos ganhou seu primeiro prêmio, na Rádio Cruzeiro do Sul. Também levou a nota máxima no programa "Calouros de Ary Barroso" e depois começou a fazer parte dos coros das gravações da Columbia.

Formou a dupla “As Moreninhas” com Bidú Reis e se apresentou em rádios durante um ano e meio. Após desfazer a dupla, Emilinha passou a cantar sozinha e foi contratada pela Rádio Mayrink Veiga, onde ficou conhecida como a "Garota Grau Dez". Em 1939, gravou o seu primeiro disco, em 78 RPM. No mesmo ano, foi levada por sua madrinha artística, Carmen Miranda, de quem sua mãe era camareira, para fazer um teste no Cassino da Urca. Como era menor, ela alterou sua idade para alguns anos a mais para poder trabalhar.

Aprovada no teste, virou uma das principais atrações da casa. Depois, vieram os filmes em sua carreira. Sua estreia no cinema foi em 1939 com o filme Banana da Terra, que tinha também Carmen Miranda, Aurora Miranda, Dircinha Batista, Oscarito e Virgínia Lane, a “Vedete do Brasil". Permaneceu 27 anos na Rádio Nacional, de 1943 a 1970, onde viveu o auge de sua carreira. Em 1953, Emilinha foi coroada Rainha do Rádio, unicamente com o apoio popular. De 1968 a 1972, Emilinha teve um edema nas cordas vocais e, após três cirurgias e uma reeducação da voz, voltou a cantar. Em 2003, após 22 anos sem gravar um trabalho só seu, lançou o CD "Emilinha Pinta e Borba", com participações de diversos cantores. Em 2005, Emilinha morreu aos 82 anos, de infarto fulminante, enquanto almoçava em seu apartamento em Copacabana, no Rio de Janeiro.

 


Imagem:  via Wikimedia Commons