Hoje na história

03.fev.1468

Morre Johannes Gutenberg, o pai da imprensa

No dia 3 de fevereiro de 1468 morria, na cidade alemã de Mainz, Johannes Gensfleisch zur Laden zum Gutenberg, considerado o pai da imprensa. A ele é creditada a invenção dos tipos móveis de chumbo fundido, que deram grande versatilidade ao processo de elaboração de livros e outros trabalhos impressos, permitindo assim sua massificação. Até então, os livros eram escritos à mão e, por isso, levavam meses para ser concluídos, com um custo altíssimo. Nascido no ano de 1398 (seu dia de nascimento não é conhecido), Gutenberg era filho de um rico comerciante e, desta forma, tinha acesso a livros em casa, tornando-se leitor assíduo.

Imprensa é um exército de 26 soldados de chumbo com o qual se pode conquistar o mundo.

A imprensa de Gutenberg é uma adaptação das máquinas usadas para espremer o suco das uvas na fabricação do vinho, já que ele cresceu em uma região produtora de uvas. Por conta de sua experiencia como joalheiro, também dominava a arte da construção de moldes e da fundição de ouro e prata. Para completar o seu invento, Gutenberg pesquisou sobre papel e tintas. Seu primeiro livro impresso foi a Bíblia, que levou cinco anos para ser concluída – de 1450 a 1455.

 

Imagem: via Wikimedia Commons