ALIENÍGENAS

Após mais de 70 anos, o mistério de Roswell continua

Neste ano, o Caso Roswell, o mais famoso e controverso da ufologia moderna, completa 72 anos. O episódio fascinou milhões de pessoas através dos anos, e as teorias sobre o ocorrido só aumentam. Mas o que aconteceu de fato naquela localidade do Novo México? Realmente um disco voador se acidentou e o exército recuperou corpos de alienígenas?

O jornal Roswell Daily Record reportou, em 8 de julho de 1947: “As forças aéreas capturaram um disco voador em uma fazenda da região de Roswell”. A informação vinha da própria base aérea de Roswell, mas após a visita de militares de altas patentes à base na qual foram mantidos os restos, a versão mudou por completo, e foi informado que os restos correspondiam a um balão meteorológico. 

A hipótese mais plausível é que a explosão em Roswell tenha sido do voo número 4 do Projeto Mogul (programa ultrassecreto que utilizava balões gigantes de grande altitude para detectar possíveis explosões nucleares soviéticas), e que foi a necessidade de mantê-lo em segredo o que disseminou o suposto incidente ufológico. No entanto, milhões de pessoas ao redor do mundo acreditam que o governo segue ocultando a verdade. Edgar Mitchell, um dos astronautas da Apollo 14, assegurou que o incidente de Roswell foi real e que ele mesmo havia visto os documentos secretos. 

A verdade completa sobre o Caso Roswell permanece um mistério. Alguns acreditam que os restos da suposta nave ainda permanecem na Área 51. O fato é que o incidente se tornou o caso mais importante da ufologia moderna e todos os anos milhares de turistas visitam Roswell, apenas para estarem perto do local onde tudo começou. Recentemente, um grupo de pessoas propôs invadir a Área 51, o que causou preocupação entre as autoridades. 


Fonte: Clarín 

Imagens: Reprodução e Domínio Público, via Wikimedia Commons