ALIENÍGENAS

Chegou o grande dia: "invasores" aparecem na Área 51, mas em missão de paz

Há alguns meses, um grupo organizou de brincadeira no Facebook uma invasão à Área 51, onde muitos acreditam que o governo dos EUA esconde provas da existência de vida extraterrestre. O dia finalmente chegou: nesta sexta-feira, várias pessoas que levaram a ideia a sério se reuniram nas proximidades da lendária base militar em Nevada. Inicialmente, não houve nenhuma tentativa séria de invadir o local, que virou palco de uma espécie de festival.

Os visitantes se concentraram em uma cidadezinha no deserto, perto da Área 51. Para a festa na localidade de Rachel (que tem menos de 100 habitantes), os "invasores" montaram barracas e levaram alienígenas infláveis. Os moradores estavam aliviados porque o número de pessoas que apareceu por lá é relativamente baixo, apesar de milhões de pessoas terem confirmado presença no evento do Facebook.

O movimento no entorno da Área 51 começou ainda de madrugada. Por volta das 3h, um grupo de cerca de 100 pessoas já estava reunido do lado de fora de um portão das instalações militares. Há relatos de que uma mulher chegou a ser detida ao tentar passar por baixo de uma cerca da base. Uma semana antes, dois YouTubers holandeses se adiantaram e foram presos ao tentarem invadir o local.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

First Contact with a few Raiders #area51storm

Uma publicação compartilhada por AncientAliens (@ancientaliens) em 20 de Set, 2019 às 1:48 PDT

Desde que o evento foi anunciado, autoridades recomendaram que o evento não fosse realizado, alertando que as Forças Armadas têm autorização para usar força letal contra os invasores.

 

A descrição do evento no Facebook dizia o seguinte: "Vamos nos encontrar na atração turística Centro Alienígena Área 51 para coordenarmos nossa entrada. Se corrermos ao estilo Naruto, podemos nos mover mais rápido que as balas. Vamos ver os alienígenas". Um dos visitantes resolveu fazer graça e realmente apareceu correndo como Naruto (personagem de uma animação japonesa) enquanto um repórter de TV fazia a cobertura do evento.


Fontes: New York Times e IFLScience

Imagens: Twitter/Reprodução e Ancient Aliens/Instagram/Reprodução